O avanço das tecnologias é um campo que, felizmente, cresce a passos largos e demonstra cada vez mais como a nossa rotina pode se tornar ainda mais ágil e produtiva. Além de máquinas inteligentes e sistema capazes de automatizar processos, hoje, graças à realidade aumentada e suas aplicações, uma nova dimensão surge para revolucionar a maneira como parte dessas atribuições é executada.

Não se trata do simples contato do homem com equipamentos tecnológicos: há uma mistura entre o que é real e o que existe digitalmente. Por isso, investir nesse mercado pode ser uma solução para alcançar uma base diversificada de clientes, sobretudo para quem trabalha na construção dessas ferramentas.

Para que você entenda melhor a importância do tema, elaboramos este post sobre o que vem a ser a realidade aumentada e por que é interessante apostar nessa ideia. Boa leitura!

O que é realidade aumentada?

A realidade aumentada ou augmented reality, como originalmente é conhecida, nada mais é do que uma tecnologia que permite a interação de elementos do mundo virtual com o ambiente físico.

Sua representação consiste em códigos bidimensionais que tornam possível a projeção de objetos virtuais na nossa realidade. Para que esse recurso funcione, são necessários dois itens essenciais: uma aplicação específica e a câmera de um dispositivo móvel. A partir dessa conexão, as imagens e os dados são lançados do campo virtual para o real, e o ser humano pode usufruir da sua dinâmica com diversas finalidades.

Um exemplo clássico de realidade aumentada é o uso de etiquetas de QR Code nos pontos turísticos das cidades. Ao fazerem uma leitura desse código, os turistas têm acesso à história, às curiosidades daquele local, entre outras informações.

Por se tratar de metodologia que depende essencialmente do desenvolvimento de softwares ou aplicativos — ela não funciona se não contar com uma boa base de programação —, essa é uma excelente tendência para as empresas que atuam com esse tipo de criações. Um dos segredos para ter sucesso e sair na frente da concorrência é focar na elaboração de programas engajados com essa nova proposta de realidade aumentada.

Como a realidade aumentada e suas aplicações são utilizadas em diferentes áreas?

Ao contrário do que muitos podem imaginar, a realidade aumentada não se limita apenas ao contexto de empresas de tecnologia — os aplicativos e softwares desenvolvidos têm utilidade nas mais variadas situações do nosso dia a dia.

Por esse motivo, o uso dessa ferramenta também é tendência em segmentos como os listados a seguir.

Jogos

Na área dos jogos, a realidade aumentada oferece um vasto leque para se explorar a criatividade e levar experiências únicas aos seus usuários — é uma forma, inclusive, de fazer as pessoas saírem do sedentarismo e ao mesmo tempo ter uma fonte de diversão.

Um exemplo emblemático disso é o jogo Pokémon Go, no qual o participante, por meio da câmera do seu celular, consegue visualizar os personagens do game em lugares reais — cômodos da sua casa, praças e shoppings. O objetivo é capturar esses bichinhos, levando-os de volta ao mundo virtual.

Embora seja uma tecnologia que ainda está em fase inicial, esse jogo certamente significou um novo insight e contribuiu para que outras ideias fossem desenvolvidas na mesma direção, especialmente pelo número de adeptos que o jogo Pokémon Go conquistou.

Medicina

As aplicações de realidade aumentada também já alcançaram um papel de destaque na medicina. Com esse recurso, é possível projetar o corpo humano com os seus órgãos e sistemas, de maneira que o profissional tenha uma visão mais clara e precisa de todos eles, bem como a melhor medida a ser adotada diante de casos práticos.

Uma grande vantagem gerada para o cenário médico é a segurança para os procedimentos de uma forma geral: cirurgias, atendimentos clínicos e exames, sem deixar de mencionar a parte dos estudos.

Arquitetura

Na arquitetura, contar com os recursos da realidade aumentada pode facilitar bastante a prestação do serviço, sobretudo na fase de construção dos projetos.

Atualmente, já existem equipamentos que conseguem, por exemplo, fazer a medida de determinado local digitalmente, possibilitando que esses dados sejam acessados por computadores e tablets.

Com o auxílio dessa ferramenta, os arquitetos têm a oportunidade de criar imagens realistas em 3D não somente da planta da obra, mas dos ambientes individuais, de forma que o cliente tenha uma percepção mais clara da expectativa de resultado final. É um instrumento que vai potencializar o trabalho do profissional e, ao mesmo tempo, propiciar um melhor alinhamento de ideias com os destinatários dos seus serviços.

Indústria 4.0

Tendência forte no mercado, a indústria 4.0 já representa uma forma de atuar totalmente tecnológica e inovadora, visto que tem como base a Internet das Coisas, o Big Data, entre outros sistemas que conectam toda a sua linha de produção e viabilizam a coleta de informações em tempo real.

O que a realidade aumentada vem a acrescentar a esse contexto é a simulação de um processo em 3D ainda na fase de testes, ou seja, antes de colocá-lo em prática definitivamente. Entre as suas principais funcionalidades, podemos destacar:

  • o treinamento dos colaboradores;
  • a detecção prévia de falhas;
  • a correção de problemas antes da versão final do projeto;
  • a otimização da produtividade e de recursos.

Outras perspectivas das aplicações de realidade aumentada na indústria 4.0 são os tutoriais interativos para os setores de inspeção e manutenção. Assim, os funcionários podem contar com uma ajuda interativa sobre o passo a passo para executar o trabalho necessário em cada máquina.

Com a crescente familiarização das tecnologias no cenário corporativo e também na vida particular dos indivíduos, a realidade aumentada e suas aplicações se mostram como um meio eficiente para aprimorar o desempenho nas mais variadas áreas. Portanto, ainda que ela esteja no seu estágio inicial de desenvolvimento, implementar tais recursos significa uma boa estratégia para que as empresas consigam se posicionar melhor no mercado, garantindo além da competitividade, a satisfação dos clientes.

Gostou do artigo? Que tal ficar por dentro de outros assuntos como este? Assine a nossa newsletter e receba dicas importantes para o seu negócio diretamente na sua caixa de e-mail!


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *