Powered by Rock Convert

O investimento na criação de um aplicativo em nuvem personalizado se tornou uma realidade para vários negócios. Em busca de uma solução de relacionamento personalizada para clientes ou mesmo para uso interno, as empresas passaram a integrar esse tipo de ferramenta, muitas vezes, no lugar de aplicativos web.

A adoção dessa ferramenta pode trazer vários benefícios para uma empresa. Mas eles são capazes de justificar o não uso de aplicações web voltadas para aplicativos mobile? Esse tipo de investimento é versátil o bastante para se tornar o principal meio de uso de tecnologia no ambiente corporativo?

Para ajudar você a responder a essa e a outras perguntas sobre aplicativos na nuvem e páginas mobile, continue a leitura!

Como as páginas mobile afetam a experiência do usuário?

As páginas mobile são, em poucas palavras, sites com leiaute adaptado para dispositivos móveis. A sua estrutura de design e exibição de conteúdos opta por uma estratégia minimalista, com os itens de acesso a recursos sendo modificados para dar destaque a conteúdos como textos e imagens que sejam úteis para o usuário. Isso permite melhor aproveitamento da tela sem comprometer a usabilidade da página quando comparamos com sites para desktop.

Uma página mobile pode ser utilizada como ferramenta de trabalho. Graças às APIs modernas, é possível realizar o upload de arquivos, o download de informações e a integração com alguns recursos de hardware e software do dispositivo (como câmera, GPS e notificações). Mas essas funcionalidades estão restritas ao sistema e ao navegador utilizado.

Como ferramenta de trabalho, portanto, a página mobile pode ter algumas limitações, mas a sua maior vantagem está na flexibilidade. A maioria dos recursos que são disponibilizáveis em uma página web é acessível, também, no dispositivo móvel.

Esse fator garante que o negócio conseguirá disponibilizar seus serviços em vários aparelhos. Assim, é possível ter uma rotina de trabalho que combine flexibilidade e mobilidade sem grandes investimentos.

Como um aplicativo em nuvem afeta a experiência do usuário?

O aplicativo em nuvem é um software que se integra a uma infraestrutura de cloud computing para fornecer recursos ao usuário. Ao contrário da página mobile, que é disponibilizada apenas via web, ele também pode se integrar ao aparelho do usuário como um app nativo capaz de obter e modificar informações em um ambiente de nuvem.

Esse tipo de software pode contar com alto nível de disponibilidade e escalabilidade. A empresa terá todos os seus dados hospedados em uma infraestrutura de cloud computing mais flexível, segura e robusta: com alguns cliques, o gestor conseguirá modificar os recursos disponíveis para o usuário e, com isso, otimizar a experiência.

Quando utilizado como ferramenta que se integra nativamente ao sistema, o aplicativo em nuvem ganha mais recursos. Será possível executar parte das funcionalidades off-line e sincronizar as informações quando o usuário obter acesso à web novamente. Além disso, o acesso a funcionalidades do aparelho é ampliado, o que torna a aplicação mais flexível.

Quais são as diferenças entre o uso de um aplicativo em nuvem e uma página web com leiaute responsivo?

Como vimos, existem algumas diferenças quando pensamos em aplicativos web voltados para dispositivos mobile e softwares na nuvem. No dia a dia do usuário, esses fatores podem impactar diretamente na capacidade dele de realizar suas rotinas e, ao mesmo tempo, nos custos que a empresa terá para manter tudo funcional.

Ambos apresentam uma semelhança em relação à facilidade de serem atualizados. Como a maioria das funcionalidades não são executadas localmente, a empresa poderá realizar otimizações e melhorias sem que o usuário tenha que ter sua rotina modificada.

Esse fator agiliza rotinas e melhora os custos do negócio. Além disso, a empresa conseguirá manter a mesma versão para todas as pessoas sem grande dificuldade, reduzindo problemas de confiabilidade.

Contudo, por ser capaz de se integrar a aplicações nativas, o aplicativo em nuvem se torna muito mais flexível. Isso não só auxilia a empresa a criar mais funcionalidades (que até então estariam indisponíveis em uma página mobile), mas também amplia os cenários de uso do software: a presença da web não será mais um impeditivo para o negócio ser funcional e capaz de atingir os resultados esperados a médio e longo prazo.

O ideal é que o negócio faça sua escolha conhecendo suas demandas e objetivos comerciais de médio e longo prazo. O tipo de serviço que a companhia presta, as regras de mercado em que atua e as normas internas também influenciam nessa escolha.

Junto a isso, o orçamento e a infraestrutura interna também podem ser considerados quando a empresa precisa definir entre o investimento em um aplicativo na nuvem ou página mobile. Em alguns cenários, haverá apenas recursos para a adoção de uma opção, mas, na maioria, investir em ambos pode ser uma boa ideia.

Quando a empresa tem uma estrutura operacional que combina aplicativos na nuvem e páginas mobile, ela se torna mais flexível e ágil. Além disso, os profissionais terão mais meios para atender às demandas de clientes, evitando atrasos e problemas na entrega de resultados.

Como os aplicativos na nuvem e páginas mobile afetam as receitas da empresa?

Nos últimos anos, as empresas foram obrigadas a se tornar mais flexíveis para atender às demandas do mercado. A transformação digital acelerou o fluxo operacional de negócios, que agora devem ter uma cadeia operacional flexível, de baixo custo e altamente integrada para entregar resultados dentro dos prazos esperados.

Nesse cenário, soluções como o aplicativo na nuvem podem auxiliar o negócio a ter uma rotina mais integrada, com mobilidade e compartilhamento ágil de dados. As informações críticas para a companhia ficarão integradas em um único ambiente, acessível via web e com alta escalabilidade.

Ao ser utilizado ao lado de uma página web, o aplicativo em nuvem garante que a companhia poderá prestar os seus serviços em vários locais. Os profissionais poderão utilizar ferramentas alinhadas com suas demandas locais e, assim, garantir a qualidade que o consumidor espera sem comprometer custos e performance.

Portanto, sempre considere o uso dessas soluções lado a lado para garantir a máxima competitividade para a companhia. O investimento na criação de um bom aplicativo em nuvem e páginas mobile a partir das técnicas mais avançadas da área garantem que a companhia poderá se manter inovadora, integrada com as tendências do mercado e sempre à frente de concorrentes.

Gostou das dicas? Então, curta a nossa página no Facebook e veja os próximos posts direto na sua timeline!


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *