O desenvolvimento de softwares é uma área que oferece inúmeras ferramentas para potencializar o desempenho dos profissionais envolvidos em seus processos. E um dos fatores que desponta como um grande diferencial é o Rapid Application Development, ou RAD. O método vem sendo amplamente aderido e pode revolucionar os processos de desenvolvimento em uma empresa.

Entretanto, sempre que surge uma metodologia nova, é comum que, com ela, apareçam algumas dúvidas sobre a melhor forma de aplicá-la. Pensando nisso, mostraremos aqui tudo o que você precisa saber sobre o RAD, seus benefícios e formas de aplicação. Confira!

Rapid Application Development

O RAD é um método para desenvolvimento de softwares que permite uma prototipagem mais rápida e entrega iterativa do produto final. Trata-se de um modelo alternativo ao tradicional modelo cascata que, em geral, foca em um processo de desenvolvimento sequencial e pouco flexível.

Apresentado pela primeira vez ainda no início da década de 90, o RAD popularizou-se rapidamente como uma metodologia ágil e poderosa. Se comparado a outros modelos de desenvolvimento, sua característica mais marcante é a potente maleabilidade de adaptação dos processos e a capacidade de manter-se em constante evolução.

Na era da computação em nuvem e sistemas de machine learning, nada mais eficaz do que um processo que desenvolva a si mesmo continuamente, proporcionando cada vez mais desempenho para quem o utiliza. O software desenvolvido sob essa metodologia ganha em capacidade de adaptar-se e ser rapidamente testado e modificado.

Mas como isso acontece?

Basicamente, por meio da geração de código e reúso de parte do software ainda durante o processo de desenvolvimento. Os desenvolvedores ficam aptos a focarem apenas nas especificidades de cada caso, o que permite a entrega do software mais rapidamente e com mais qualidade, já que o código reaproveitado não precisa voltar a ser intensamente testado.

Impactos na produtividade

A capacidade do RAD de potencializar o desempenho dos profissionais é enorme. Citaremos aqui algumas das principais vantagens e seus impactos na produtividade, para que você tenha uma ideia mais clara sobre os efeitos resultantes da aplicação do método.

Economia de tempo

Um fator fundamental no desenvolvimento de softwares é o tempo gasto em cada processo. Reduzir o desperdício de tempo é uma verdadeira economia de recursos. E o RAD permite fazer isso por meio da reutilização de recursos já desenvolvidos para outras partes do software.

Iniciar o processo gerando a interface para a CRUD (Create, Retrieve, Update and Delete) no banco de dados relacional, por exemplo, é uma forma extremamente interessante de garantir a base para a maioria dos softwares gerenciais.

Com um conjunto de estruturas já prontas e testadas, o restante do processo de desenvolvimento tende a ganhar tempo reaproveitando parte desses recursos já gerados e testados.

Progresso mensurável

Para manter o cronograma e o budget de desenvolvimento em dia, é fundamental acompanhar de perto o progresso dos projetos. Com o constante lançamento de protótipos, componentes e roteiros de testes, é possível mensurar esses avanços mais de perto.

Isso vale tanto para uma visão panorâmica do projeto como um todo quanto de questões mais específicas de dentro dele.

Trabalho com modelos

Plataformas de Low-Code Development possuem uma camada de abstração que permitem que o desenvolvedor trabalhe com modelos em vez de focar diretamente no código. Os modelos formados vão gerando o código já pronto e podem até incorporar facilitadores para o uso da infraestrutura em nuvem.

O resultado é um desenvolvimento mais rápido, padronizado e de alta qualidade.

Integração mais rápida de sistemas

Por natureza, o modelo cascata exige que toda a estrutura esteja pronta antes de colocá-la em contato com outros sistemas. Enquanto isso, a RAD permite a integração quase imediata com os protótipos desenvolvidos.

Isso permite a identificação prévia de possíveis erros e bugs a serem corrigidos. Consequentemente, soluções desenvolvidas nesta etapa se tornam rapidamente aplicáveis a outras partes do código que surgirem.

Feedback constante

Como dito, uma das características mais importantes do RAD é a facilitação do acompanhamento dos processos. Isso está ligado diretamente à possibilidade de um feedback constante quanto ao desempenho dos desenvolvedores.

O lançamento frequente de novos protótipos permite a avaliação do trabalho que está sendo feito e, por meio dos testes realizados, oferece um feedback crítico no momento em que os profissionais mais precisam, ou seja, durante o desenvolvimento. O resultado é que o RAD permite ajustes mais precisos e pontuais no processo todo, aumentando a qualidade e eficiência do software.

Tendo essas questões em mente, é preciso entender os custos que o método gera para o desenvolvimento, a fim de comparar sua viabilidade em relação a outros modelos.

Custos para o desenvolvimento

Alguns fatores são essenciais para garantir que o RAD funcione de maneira eficaz. Seus benefícios ligados ao aumento da produtividade são muitos, como citamos. Por isso, é preciso avaliar as questões a seguir com atenção e encontrar a melhor solução para sua implementação em sua equipe.

Profissionais bem capacitados

Um time forte e bem capacitado é fundamental para que a metodologia seja implantada e funcione da forma adequada. É importante notar que, enquanto a maioria dos profissionais hoje em dia possuem habilidades multidisciplinares, as técnicas de RAD realmente precisam de desenvolvedores que conheçam razoavelmente o processo como um todo.

O motivo é simples. O software será constantemente adaptado e testado por meio dos protótipos. Assim, é preciso que todos os envolvidos sejam capazes de olhar para ele de diferentes pontos de vista e saberem como agir pontualmente em diferentes questões.

Geradores automatizados de código

Um investimento inerente ao RAD é a automatização da geração de códigos. Como no caso do Low-Code Development, é preciso garantir que haja mais facilidade e agilidade no desenvolvimento de códigos. Esse tipo de ferramenta faz com que o RAD aumente ainda mais a produtividade dos desenvolvedores e a qualidade do software.

Vale lembrar que esse investimento traz retornos extremamente rápidos se analisarmos a economia de tempo e o aumento da confiabilidade no software desenvolvido. Investir em ferramentas que otimizem o trabalho dos profissionais é fundamental para elevar o patamar do serviço realizado na empresa.

Mantenha essas dicas em mente e veja de que forma o RAD pode revolucionar os processos em sua equipe!

Quer saber mais sobre Rapid Application Development? Então assine nossa newsletter e receba mais conteúdos relacionados!


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *