metodologias ágeisPowered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Atualizado em 27 de fevereiro de 2020 por Anne Coifman

As ferramentas visuais representam uma verdadeira revolução na forma como lidamos com o desenvolvimento de softwares. Um dos grandes obstáculos dessa área sempre foi a necessidade de conhecer uma ampla gama de linguagens de programação, assim como saber de que forma integrá-las em cada solução desenvolvida. A tendência agora é mudar isso.

O processo como um todo tem sido bastante simplificado por certas ferramentas, como o Blockly, que oferecem uma dinâmica mais prática e menos burocrática para a programação. Entretanto, nem todo mundo sabe de que forma elas funcionam e quais seus benefícios.

Pensando nisso, utilizaremos o Blockly como base para explicar tudo o que você precisa saber sobre esse assunto. Confira!

Entendendo o Blockly

Não muito tempo atrás, usar um computador exigia praticamente aprender uma linguagem nova. Para utilizar um dos primeiros sistemas operacionais mais populares, era preciso conhecer alguns comandos e a lógica de funcionamento do software. Com o passar do tempo, porém, esse panorama mudou.

Hoje em dia, não é apenas possível, mas mandatório que uma plataforma que vise alcançar um grande público se adapte para que seu uso seja intuitivo. O YouTube, o SoundCloud e o WordPress são bons exemplos disso. O que vem acontecendo com a programação é um passo a mais nessa verdadeira revolução.

Agora, o próprio desenvolvimento de aplicações tem sido reformulado por ferramentas que, até certo ponto, substituem a necessidade de conhecer diretamente a linguagem de programação. O Blockly é um expoente dessa nova tendência.

O objetivo do Blockly

Criado por uma parceria entre a Google e o MIT Labs, o Blockly teve como objetivo inicial servir de base para o ensino de programação para jovens estudantes. Seu sucesso foi tão grande que ele acabou sendo utilizado em ampla escala.

Já no mercado, seu objetivo é o de facilitar a criação de aplicativos, mesmo que o programador não conheça profundamente a linguagem utilizada no código.

O grande diferencial é que ele se baseia em uma interface visual de blocos. É como criar um quebra-cabeça de ícones, arrastando-os e integrando-os ao sistema de acordo com a intenção do desenvolvedor.

A linguagem por trás da interface

Uma característica interessante do Blockly é que, por trás da lógica visual dos blocos disposta pelo desenvolvedor, a ferramenta cria o código funcional em Java. Assim, além de atender à demanda dos programadores, facilita o trabalho de quem busca uma implementação visual do programa gerado.

Estima-se que, com o passar do tempo, o Blockly ofereça outras opções de código para facilitar a integração do aplicativo com diferentes interfaces. Python e node.js, por exemplo, são linguagens que tendem a ser disponibilizadas como código-base das camadas por trás da interface visual.

Resumidamente, o Blockly permite a manipulação visual de blocos, de modo a criar uma lógica funcional para o aplicativo enquanto a própria ferramenta gera as linhas do código, sem a necessidade da interação direta do programador.

Benefícios para os usuários

A utilização de ferramentas visuais tem suas vantagens, tanto para o desenvolvedor, quanto para o usuário. Falaremos aqui de algumas das principais delas focando o usuário, já que é dele que vem a demanda pelas funções específicas da solução a ser criada.

Powered by Rock Convert

Sistema mais intuitivo

Em primeiro lugar, é interessante notar que a versão final do software se mostra mais intuitiva. Tendo como referência o formato visual, o processo de desenvolvimento acaba tomando como referência uma dinâmica que facilita o uso.

O layout, a localização das funções e dos botões e a forma de expor as informações são simplificadas, já que o próprio desenvolvedor é capaz de identificar possíveis melhorias.

Menos erros no código

A qualidade final do software ganha bastante com o desenvolvimento por ferramentas visuais. Em vez do fluxo comum de trabalho, no qual o programador vai gerando o código e fazendo adaptações conforme o necessário, isso é feito pela própria ferramenta.

É claro que pequenos ajustes, dependendo de qual a intenção do programador, podem ser feitos manualmente após a estrutura básica ter sido desenvolvida. Entretanto, durante a maior parte do processo, a chance de erros é bem menor, já que o fator humano não está diretamente envolvido.

Um grande obstáculo para os desenvolvedores é a longa rotina de testes e correção de bugs a que qualquer projeto está sujeito. No caso do uso do Blockly, por exemplo, ela deixa de existir e passa a ser feita apenas no final do processo.

Software mais fiel ao que foi solicitado

Existe um momento bastante complicado no desenvolvimento de softwares, que é encontrar um meio-termo entre o que o usuário quer e o que o programador julga mais eficiente. Trata-se de um problema que uma ferramenta visual atenua bastante.

Com a referência da estrutura visual, o cliente se coloca mais próximo do resultado esperado, ainda na fase de desenvolvimento. Para o desenvolvedor, é mais fácil tomar como referência o que foi acordado no modelo visual para, depois, desenvolver as funções propriamente ditas, sem alterar o layout.

Vantagens nas etapas de programação

Para o desenvolvedor, apenas o fato de que não é necessário um profundo conhecimento de diversas linguagens de programação já é bastante significativo. Entretanto, essa não é a única vantagem que ferramentas como o Blockly oferecem.

Desenvolvimento mais rápido

Além de mais intuitivo, como já mostramos, o processo se torna bem mais rápido. A eliminação de diversas etapas de verificação de bugs e a menor taxa de erros no código são dois fatores que comprovam isso.

Outro ponto a ser destacado é que o desenvolvedor pode focar as regras de negócio e as funcionalidades da aplicação, sem precisar passar a maior parte do tempo nas linguagens de programação.

Maior possibilidade de abstração

Durante o desenvolvimento diretamente por linhas de programação, é extremamente complicado expressar ideias para melhorias. Afinal, nossa mente não trabalha diretamente em Java ou Javascript. Esse é um enorme diferencial das ferramentas visuais.

Com imagens, é muito mais fácil expor ideias e fazer experimentos. O processo se torna mais fácil para o desenvolvedor e também para o usuário final, ou cliente, que é capaz de ter uma ideia melhor daquilo que está sendo proposto.

Inclusive, caso seja necessário algum ajuste no software, é muito mais fácil explicar por meio de uma lógica visual do que em linhas de comando.

Como você pode ver, as ferramentas visuais tendem a se tornar parte do processo rotineiro de desenvolvimento. Não deixe que os processos de sua equipe se tornem obsoletos! Faça uma análise e veja como essa novidade pode aumentar o potencial de produção dos desenvolvedores.

Quer saber mais sobre o tema? Então assista ao nosso vídeo sobre como desenvolver com Blockly!


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *