Já parou para pensar no quanto os softwares estão influenciando o sucesso de uma empresa? O uso dessas ferramentas auxilia na otimização de tarefas, na organização da rotina e nos processos de diferentes setores.

Mas não é apenas isso! A integração de tecnologia com todos os departamentos de uma organização está possibilitando mais inteligência na hora de gerir e operar maior potencial de atração do público e, como consequência, muito mais competitividade para a empresa.

Se o desenvolvimento de software se tornou tão importante, é hora de desvendar os mitos sobre o assunto e focar a sua gestão na busca de soluções para maior produtividade e eficiência. Continue a leitura!

Onde o desenvolvimento de software melhor se aplica

Para contextualizar melhor e dar um escopo a este artigo, queremos falar sobre o que o desenvolvimento de software tem trazido para o mundo corporativo como um todo.

É claro, existem muitas aplicações voltadas para o público final, mas existe hoje uma demanda enorme para a criação de soluções que deem visão e inteligência a gestores, gerentes e operadores dentro dos próprios negócios.

O cliente pode ser a própria empresa ou uma transação B2B. Independentemente do caso, o objetivo desse desenvolvimento é o mesmo: otimizar.

Sistemas, plataformas e ferramentas são criadas e implementadas por TIs para transformar tecnologia no motor de um negócio, seja qual for seu produto final.

É uma forma de ganhar produtividade entre colaboradores, análise de Big Data para os diretores e até ideias inovadoras de como usar esses componentes em modelos de produção.

Quais são os mitos mais comuns na hora de desenvolver?

Mesmo sabendo de todo o ganho proporcionado pelo desenvolvimento de software empresarial, muitos profissionais da área evitam ou têm dificuldade em lidar com esse tipo de responsabilidade por estarem presos a mitos recorrentes sobre o assunto.

Para você não cair na mesma armadilha, listamos os principais deles e qual é a verdade por trás dessas ideias equivocadas.

Todo software para um mesmo fim deve seguir o mesmo padrão

Algo muito comum nessa área é ter gerentes tecnológicos que se prendem a uma estrutura ou um padrão pensando que assim estão otimizando o seu trabalho.

A verdade é que hoje já existem ferramentas, metodologias e frameworks que dão muita flexibilidade para o desenvolvimento. É possível utilizar várias linguagens, vários programas e diferentes cronogramas que se adequam melhor a cada caso.

Isso traz liberdade para você e sua equipe. Com mais liberdade, vocês simplificam processos e ganham muita eficiência.

A pressa é mais importante que os detalhes

Como se fala muito em desenvolvimento ágil nos últimos anos, existem muitos profissionais confundindo agilidade com pressa.

Não é raro que o verdadeiro sucesso esteja nos detalhes: a forma de usar uma funcionalidade, o polimento em alguns elementos visuais e a melhora da performance, por menor que seja. É dessa preocupação que tornamos algo razoável em transformador.

Por isso, validar cada etapa de entrega, fazer testes e coletar feedbacks vale muito mais do que apressar um produto que não atinja as expectativas. Focando no essencial e buscando um modelo de entrega contínua, você tem mais tempo para dar atenção aos detalhes e polir seu código — aumentando o retorno esperado por ele.

É fácil consertar uma falha no futuro

Esse cuidado também faz com que sua equipe ganhe muito tempo, por mais que pareça contraditório. Isso porque muitos gestores aceleram o desenvolvimento focando apenas no core da funcionalidade acreditando que qualquer bug ou erro possa ser identificado e corrigido no futuro.

Essa é uma armadilha das mais perigosas. Um probleminha que você ignora hoje pode iniciar uma cadeia de erros imensa no futuro. O tempo de retrabalho é exponencialmente maior por ter que rever toda a aplicação para a inserção de algumas linhas de código que não foram revisadas.

Quanto maior a equipe, melhor

Será que isso é verdade? A solução de muitos gerentes para gargalos de produção é contratar mais. Na maioria das vezes, no entanto, uma simples reformulação de processos pode ser mais efetiva.

O principal para uma equipe de TI é ter pluralidade de perfis (pessoais e profissionais) e uma estrutura de desenvolvimento bem definida. Ao unir as duas coisas, você gerencia melhor e permite que cada membro seja mais produtivo.

Só o cliente pode definir o que entra

Seja para desenvolvimento interno ou externo, o gestor de TI não pode se isentar de decisões sobre funcionalidades, visual e elementos de interação dentro de um software ou app.

É preciso lembrar que você é o especialista, que entende o que funciona e o que não cabe dentro de uma solução de tecnologia. Portanto, além das suas habilidades de programação, você precisa treinar sua argumentação técnica e manter uma relação de comunicação aberta com todos os envolvidos.

Como desenvolver software com segurança

Tirando todos esses mitos da sua cabeça, você se prepara muito mais para atingir um objetivo tão importante: desenvolver com mais eficiência e traduzir isso em soluções de otimização para a empresa.

Então, podemos terminar este texto apontando um caminho. Veja algumas dicas para realizar seu trabalho com segurança e qualidade.

Faça um planejamento que elimine mitos e riscos

Praticamente todos os mitos que citamos podem ser antecipados e resolvidos ainda na fase de planejamento. Responsabilidades, ferramentas, metas — tudo isso deve ser discutido antes mesmo da primeira linha de código ser escrita. Esse será o guia e o parâmetro de análise de resultados para sua equipe.

Conheça novas linguagens de programação

Como falamos sobre padrões, uma TI flexível é aquela capaz de lidar com vários deles sem perder a estruturação de seu fluxo produtivo.

Por exemplo, é possível, sim, utilizar mais de uma linguagem de programação — assim, você aplica sempre a mais adequada e eficiente para cada solução. Por isso, é fundamental investir em uma equipe capacitada e plural.

Utilize metodologias ágeis

Como flexibilizar a TI sem perder a organização? A resposta está nas metodologias e nos frameworks de desenvolvimento ágil — uma série de indicações, ferramentas e estruturas que alinham processos voltados à eficiência e colaboração.

Portanto, busque esses métodos e estude o que se encaixa melhor nos seus objetivos e no estilo de produção da equipe.

Invista em uma plataforma especializada

Se você vai desenvolver para canais específicos (como web, mobile etc.), talvez a inclusão de uma plataforma especializada facilite a resolução de questões de planejamento e execução sem cair nos mitos que citamos.

São sistemas já preparados para lidar com esse tipo de desenvolvimento de software: automação de tarefas, análise de resultados, metodologias ágeis embarcadas.

Em um mercado em que otimização e eficiência são o foco do crescimento, você também precisa melhorar a produtividade da sua equipe. A organização do seu trabalho será a origem do poder de transformação da TI.

Que tal então experimentar um serviço que seja perfeito para desenvolvimento ágil de qualidade? Você pode acessar a página da plataforma Cronapp e se cadastrar para um trial grátis!

E se você quer continuar estudando sobre a influência da tecnologia na alta produtividade, venha ler este artigo sobre o assunto!

Categorias: Tecnologia

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *