TI estratégicaPowered by Rock Convert

Quando uma empresa deseja adquirir um software ou alguma outra solução tecnológica, é preciso verificar se o investimento vale a pena ou não. Existem maneiras de se fazer isso, em uma escala reduzida, no intuito de evitar que a companhia compre algo que vai trazer pouco ou nenhum benefício.

Dado o contexto, é indispensável que você entenda o que é uma prova de conceito, que será o objeto de estudo deste artigo. Aqui, apresentaremos seus benefícios dentro do ambiente empresarial. Por fim, falaremos sobre como organizar uma prova de conceito.

Ficou interessado no assunto? Então, continue a leitura do artigo até o final!

O que é prova de conceito?

Como foi dito, é preciso que uma companhia saiba se um investimento em alguma solução tecnológica será benéfico ou não. Logo, a prova de conceito (ou PoC, do termo em inglês Proof of Concept) surge como um instrumento que visa testar uma determinada aplicação antes de a empresa fazer o investimento nela por completo.

Uma possível aplicação da prova de conceito é no chamado MVP (Mínimo Produto Viável). Com o propósito de saber a viabilidade do negócio, muitas startups fazem uma série de testes que têm o intuito de identificar falhas de forma precoce. Assim, os ajustes podem ser feitos ainda em uma fase inicial.

Além das startups, a prova de conceito pode ser aplicada em projetos tecnológicos referentes a:

  • terceiro setor;
  • governo;
  • indústrias;
  • bancos;
  • bolsas de valores.

Quais os benefícios da prova de conceito?

Acompanhe, nos subtópicos a seguir, os principais benefícios envolvidos no uso de uma prova de conceito. São eles: redução de custos, identificação de falhas e satisfação dos consumidores.

Redução de custos

Se um software é comercializado com falhas e bugs, as chances de uma empresa adquirir e se arrepender serão muito grandes. A equipe interna terá dificuldade de lidar com esses problemas, o que pode impactar na eficiência e na produtividade.

Quanto mais cedo as falhas em um projeto são detectadas, menor será o custo para corrigi-las. Por outro lado, quanto mais tarde for a detecção, os custos para a empresa desenvolvedora podem ficar proibitivos. Isso ocorre porque, à medida que o software avança dentro das etapas de desenvolvimento, suas falhas e bugs podem se acumular.

Identificação de falhas

Durante o desenvolvimento de um software, é possível que mudanças ocorram. Em outras palavras, o planejamento que foi feito pode mudar drasticamente. Portanto, é preciso verificar, com o máximo de antecedência, se aquele projeto será viável ou não.

Powered by Rock Convert

Dado o contexto, a prova de conceito pode ser implementada mesmo antes da criação de um protótipo. Não raras vezes, dependendo das preferências dos clientes, um projeto pode apresentar algum grau de inviabilidade. Em outras palavras, é difícil colocar em prática uma especificação dada por um cliente, uma vez que este não tem o devido conhecimento de causa sobre o desenvolvimento de software.

Satisfação dos consumidores

Durante as etapas de fabricação de uma solução, é primordial que a equipe de desenvolvimento tenha conversas recorrentes com os clientes. Uma boa forma de fazer isso é por meio da abordagem XP (eXtreme Programming) ou programação extrema. Entre outras coisas, ela consiste na entrega constante de partes da aplicação aos usuários.

Nesse sentido, quanto mais o cliente participa do projeto e recebe feedbacks, maior é a chance de, ao final, ele ficar satisfeito. Todos os alinhamentos podem ser feitos no intuito de tornar a aplicação um produto que auxiliará a empresa em seus processos, independentemente do valor que ela terá que desembolsar.

Como organizar uma prova de conceito?

Agora que você conhece os principais benefícios da prova de conceito, mostraremos o passo a passo para que a coloque em prática. Acompanhe!

Estabelecer os objetivos

O responsável técnico pelo projeto deve documentar todos os objetivos relacionados ao desenvolvimento daquele software. Isso é fundamental, uma vez que, na última etapa da prova de conceito, será verificado se os objetivos propostos inicialmente se concretizaram ou não.

Envolver o time no processo

Além do XP, existe uma outra metodologia de gestão de projetos chamada Scrum. As duas abordagens têm enfoque na participação ativa de todos os colaboradores. Assim sendo, o gestor deve consultar a equipe constantemente, com o objetivo de ouvir os diferentes pontos de vista. Quanto maior for esse grau de envolvimento dos profissionais, maiores as chances de o projeto atender às expectativas tanto da empresa contratada quanto da contratante.

Definir as responsabilidades

Quando já se sabe o que será testado, o próximo passo é delegar as funções de cada colaborador. Para auxiliar nessa etapa, pode-se usar fluxogramas ou ainda o famoso quadro de Kanban. Este último consiste em uma ferramenta que permite a visualização rápida das informações de um projeto. Isso ajuda a identificar o que está pendente e o que já foi concluído. Pode ser feito em uma planilha eletrônica ou à mão mesmo, em um quadro branco.

Esclarecer as dúvidas

No geral, é natural que apareçam dúvidas ao longo do desenvolvimento. Se a equipe não é adepta das metodologias Scrum e XP, é preciso que o gestor responsável esteja sempre ali, esclarecendo as dúvidas que surgirem. Caso o cliente esteja pouco presente ou ausente nas etapas do projeto, isso pode ser ainda mais necessário. Algum requisito ou funcionalidade pode não estar muito claro para alguém da equipe, por exemplo.

Analisar os resultados

Nesta última etapa da prova de conceito, é verificado se os objetivos que foram documentados estão dentro ou fora do esperado. Nesse sentido, é óbvio que mudanças são passíveis de acontecer. Cabe à análise determinar se aquela solução de fato atenderá ou não às necessidades do cliente, mediante os ajustes que foram feitos.

A prova de conceito é uma maneira simplificada porém real de comprovar se uma empresa deve adquirir uma determinada solução tecnológica. Assim, é possível verificar se o custo de aquisição valerá ou não a pena. Também foi visto que é preciso documentar os objetivos, engajar a equipe, delegar responsabilidades, esclarecer dúvidas e analisar os resultados, no intuito de implementar uma prova de conceito bem-sucedida.

O que achou do conteúdo? Continue no nosso blog e, para mais informações sobre este assunto, entre em contato conosco!


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *