Se você já se acostumou com o conceito de realidade virtual ou aumentada saiba que existe uma atualização chamada realidade mixada. Já ouviu falar? O termo também é conhecido como realidade mista, híbrida ou misturada. Seja como for, ele se refere a mistura de elementos reais com virtuais. Assim, objetivos e pessoas do mundo físico ou digital podem interagir entre si.

Por exemplo, na realidade virtual ou aumentada os jogos de imersão, como o Pokémon Go, são populares. A ideia é que os elementos fictícios desse game interajam com o usuário. Entretanto, na realidade mixada deve ocorrer com o ambiente. É o mesmo que ocorre com o filme Jumanji, em que uma residência passou a receber diversos elementos de um jogo de tabuleiro.

Quer entender mais sobre o funcionamento da realidade mixada e como ela pode ser aplicada nos negócios? Continue a leitura e descubra.

O que é a realidade mixada?

Conforme mencionado, a realidade mixada é uma evolução dos conceitos anteriores: realidade virtual e aumentada. Isto é, o usuário pode observar tanto a ambientação real quanto a virtual, além da possibilidade de inserir objetivos ficcionais no mundo físico. 

Para entender melhor saiba que é como se a realidade mixada fosse a junção da virtual com a aumentada. Porém, o usuário não precisa ficar estático e nem tem os movimentos limitados dentro de uma ambientação digital. Isso é possível por causa de um sistema de câmeras que permitem a visualização do mundo real e virtual em simultâneo. 

Qual a diferença entre realidade mixada, virtual e aumentada?

Após entender que a realidade misturada consiste na junção dos outros tipos, é válido conhecer mais sobre a diferença dos demais conceitos. Isso contribui para uma maior compreensão. Então, acompanhe as diferenças a seguir!

Realidade virtual (RV)

A ideia da realidade virtual é apresentar para o usuário um mundo fictício com um alto nível de fidelidade ao real. Para isso, é preciso ficar imerso a ponto de esquecer da realidade física ao redor. Isso é possível devido à tecnologia, como óculos ou capacete de RV. 

Esses recursos ‘’enganam’’ os sentidos do usuário para que ele se sinta em outra dimensão ao observar, ouvir, tocar ou até sentir o cheiro dela. Assim, os indivíduos não têm contato e muito menos interage com o mundo real. Outra particularidade da RV é que ele age mais como um espectador do que como agente da ação, como ocorre na mixada.

Realidade aumentada (RA)

Nesse caso, o usuário não precisa esquecer do mundo físico para interagir na realidade aumentada. Isso por o objetivo ser fazer com que os indivíduos interajam entre um ambiente e outro. Por exemplo, os filtros do Instagram ou até mesmo o QR Code. Isto é, em qualquer lugar que você esteja é possível se conectar a uma realidade virtual a partir deles. 

Ele pode direcionar o usuário para um site de compras, guia com informações sobre o local em questão etc. O melhor de tudo é que se trata de um recurso simples e acessível. Assim, pequenas e médias empresas podem utilizá-la nas estratégias de negócio.

Diante dos fatores apresentados, foi possível notar as diferenças entre os tipos de realidades existentes. De todo modo, pode se dizer que a mixada tem uma maior proximidade com a RA. Porém, ela conta com uma interação entre os dois mundos muito mais profunda.

Como a realidade mixada funciona?

Primeiro, é preciso entender que o funcionamento da realidade mixada ocorre a partir de uma tecnologia desenvolvida pelo Windows e projetado para funcionar na 10ª versão. Na prática, a combinação de alguns elementos é significativamente para o funcionamento da realidade mixada. É o caso da: 

  • percepção de ambientes; 
  • processamento do computador pela nuvem
  • métodos de entrada avançada.

Equipamentos necessários

Dessa forma, é possível que os usuários tenham uma experiência 3D, desde que tenham os equipamentos necessários. É o caso do: 

  • computador: é utilizado para reproduzir uma nova realidade e ele precisa ter o Windows 10 atualizado e compatível com a tecnologia (verificar modelos compatíveis);
  • sensor de movimento compatível: eles buscam reproduzir o sentido do toque;
  • HTC vive ou oculus rift: ajudam na imersão virtual, ao mesmo tempo que mantém a consciência da realidade física;
  • headset (fone e óculos): a visão e a audição fiquem imersas na ambientação produzida, além disso, eles precisam fazer a leitura do ambiente e identificar a posição do usuário.

É importante redobrar a atenção com a escolha dos equipamentos porque alguns podem não oferecer as experiências almejadas. É o caso de headset voltados para RV, por exemplo. Afinal, essas versões não contam com câmeras embutidas para sobrepor a realidade virtual. Com relação a isso, também é importante verificar se o seu computador é compatível com os fones escolhidos. 

Esses equipamentos devem ser utilizados no aplicativo embutido no Windows 10, o Mixed Reality Viewer. Ele é responsável por proporcionar todas as experiências citadas. Isso porque ele simula uma casa cujadas paredes e decorações são produzidas por softwares. Assim, é possível participar de bate-papo, jogos imersivos, eventos ao vivo etc. 

Naturalmente, todas as experiências obtidas pelos usuários variam conforme a capacidade do software, que deve evoluir de acordo com as demandas dos clientes. Algumas versões já disponíveis incluem construção de cidade para dragões, admiração do céu estrelado etc. 

Quais são as principais características da realidade mixada?

Você já reparou que a realidade mixada consiste em uma combinação do mundo físico com o digital. Isso é possível devido algumas características existentes nessa tecnologia, por exemplo:

  • som espacial;
  • compreensão ambiental: âncoras e mapeamento espacial;
  • posicionamentos e localização nos espaços reais e virtuais;
  • compreensão humana: rastreamento ocular e manual, além de entrada da fala;
  • auxílio em ativos 3D em espaços de realidade misturada.

Conseguiu tirar suas principais dúvidas sobre a realidade mixada? Ela pode ser colocada em prática em passeios virtuais no mundo real, jogos, redes sociais, vídeos 360 e muito mais. Assim, consumidores e empresas podem se beneficiar dessa tecnologia e oferecer um uso aprimorada das experienciais atuais. É o caso dos filtros do Instagram, modelos holográficos etc.

Então, o que você achou da realidade mixada? Compartilhe a usa opinião conosco e com os demais leitores. Vamos debater o assunto!


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.