As plataformas de low-code podem representar uma excelente maneira de acelerar, simplificar e reduzir os custos do processo de desenvolvimento de software.

Afinal, com elas, é possível criar software de forma visual e intuitiva, minimizando a necessidade de escrever manualmente linhas de código. E isso não seria diferente na hora da elaboração de sistema para financeiro.

Contar com esse recurso permite melhor praticidade, desde as funcionalidades mais centralizadas a automatização para empréstimos e o aprimoramento das experiências dos serviços bancários.

Para elucidar melhor este tema, preparamos este artigo que abordará as vantagens de utilizar o low-code no sistema para financeiro, vantagens e exemplos aplicados. Ficou interessado? Então, boa leitura!

O que é a tecnologia low-code?

A Plataforma de Desenvolvimento Low-Code (PDLC), ou low-code, é essencialmente uma plataforma visual para o desenvolvimento de software. Com recursos de arrastar e soltar, permite reduzir significativamente o tempo dedicado à escrita manual de código.

Dessa forma, é viável criar aplicações modernas, com interfaces visuais e intuitivas, que simplificam o processo de codificação, sobretudo para iniciantes na programação.

As plataformas de desenvolvimento low-code são constituídas por:

  • ambiente de Desenvolvimento Integrado (IDE) que oferece suporte visual para criar as interfaces do software;
  • conectores para Serviços que automatizam a manipulação, armazenamento e recuperação de dados;
  • gerenciamento do Ciclo de Vida de Aplicativos, incluindo ferramentas automatizadas para compilação, implantação e manutenção do software;
  • interfaces de arrastar e soltar representam um dos principais benefícios, fornecendo uma interface de usuário fácil e intuitiva na qual os módulos podem ser movidos e organizados conforme necessário para criar o software.

Quais as vantagens do low-code?

São diversas as vantagens oferecidas pela adoção do low-code, incluindo maior adaptabilidade, integração eficiente de dados e ferramentas, redução significativa de custos e melhoria na eficiência operacional.

Entenda, a seguir, como cada uma dessas características pode transformar o ambiente empresarial!

Possibilidade de parametrização

Ao incorporar o low-code, o ERP se torna consideravelmente mais adaptável, podendo ser facilmente personalizado para atender às necessidades específicas de cada empresa.

Isso simplifica a implantação e a manutenção, reduzindo o tempo e os custos envolvidos. Além disso, os relatórios gerados pelo sistema desempenham um papel crucial na gestão eficaz do negócio.

Diferentemente das soluções tradicionais rígidas, o low-code oferece uma alta capacidade de parametrização. Essa flexibilidade permite integrar ao sistema apenas as funcionalidades relevantes para cada empresa, resultando em um uso mais eficiente da ferramenta.

Integração de dados e ferramentas

Uma outra vantagem do low-code é sua notável capacidade de integração entre o ERP e os dados provenientes de outros sistemas. Isso se deve ao fato de que os provedores frequentemente disponibilizam conectores pré-configurados, o que resulta em uma arquitetura de TI mais organizada.

Ao facilitar a automação dos processos por meio da integração entre diferentes áreas, é possível evitar a dispersão de ferramentas, falhas e retrabalho, promovendo maior qualidade, confiabilidade e segurança.

Maior economia

As complexas e dispendiosas customizações não são uma preocupação no ambiente low-code. Aqui, é apenas necessário parametrizar os processos e ajustá-los conforme o modelo de negócio.

A escolha por um ERP de última geração, portanto, leva a uma significativa redução nos custos de TI, já que os investimentos em manutenção e ferramentas se tornam mais simples e são centralizados em uma única solução.

Outro benefício em termos de economia é a hospedagem da plataforma na nuvem, o que elimina a necessidade de manter uma infraestrutura tecnológica robusta para suportar a aplicação sem comprometer a segurança.

Melhor eficiência operacional

Ao otimizar os processos e assegurar uma evolução contínua e ágil, um sistema ERP low-code se integra de forma mais eficaz às operações empresariais, simplificando o cotidiano dos colaboradores. Além disso, é altamente confiável, o que minimiza possíveis interrupções.

Outro ponto positivo é a liberdade que proporciona à equipe de TI. Livres da necessidade de lidar com problemas de plataformas obsoletas por longas horas, esses profissionais conseguem concentrar seus esforços de maneira mais produtiva em iniciativas estratégicas para as empresas.

Como utilizar sistema para o setor financeiro?

A adaptação à transformação digital é uma necessidade crucial nos dias atuais. Essa mudança busca consolidar tecnologias para otimizar operações, aprimorar experiências do usuário e superar desafios específicos de cada setor.

Nesse contexto, o setor financeiro também está passando por mudanças significativas. A digitalização dos serviços, em si, tem um grande impacto, reduzindo a dependência de documentos físicos e proporcionando maior capacidade de automação.

Para utilizar o low-code no contexto do sistema para financeiro, separamos alguns exemplos práticos. Acompanhe.

Plataformas de manutenção centralizada

Se a empresa financeira busca otimizar os fluxos que compõem seus serviços, a automação de Low-Code pode ser uma solução adequada.

Desde tarefas simples até as mais complexas, esses sistemas podem integrar diversas fontes de informação em um único painel, apresentando dados históricos e em tempo real.

Agora, imagine poder integrar tecnologias como Internet das Coisas (IoT), Aprendizado de Máquina e Inteligência Artificial para obter previsões mais precisas, especialmente na manutenção preditiva. Tudo isso centralizado em um único local.

Para o setor de automatização de empréstimos

Empresas que lidam com empréstimos enfrentam rotineiramente os desafios de processos de aprovação longos.

A análise de histórico de pagamentos, patrimônio e renda desempenha um papel crucial na decisão de conceder ou não crédito, ou até mesmo em apoiar novos empreendimentos.

Do ponto de vista de uma plataforma de low-code, é consideravelmente mais simples automatizar operações internas, como os processos de solicitação de cotação (RFQ), por exemplo.

Aprimorar a experiência de serviços bancários

Atualmente, eles procuram soluções para seus problemas de forma totalmente digital, e isso se estende também ao setor financeiro.

Nesse contexto, a consultoria Kearney aponta que 70% das operações, como abertura de contas, solicitações de empréstimos e cartões de crédito, entre outros serviços, ocorrem online.

No que diz respeito ao Low-Code, sua contribuição se traduz em interfaces atrativas, intuitivas e de implementação mais ágil.

Finanças como um serviço

As instituições financeiras contemporâneas, como os bancos atuais, precisam construir seus serviços com base em componentes. Mais do que isso, os bancos estão gradualmente se transformando em verdadeiras empresas de software.

Podemos considerá-los como uma forma de “banco como serviço”, montando suas estruturas centrais completas com módulos e componentes baseados em APIs (Interface de Programação de Aplicações). Ter acesso a componentes prontos para uso é uma das vantagens que o Low-Code pode oferecer a esse tipo de instituição.

Como o Cronapp pode ser um parceiro nessa missão?

O Cronapp oferece recursos que garantem alto desempenho para seus projetos no desenvolvimento de sistema para financeiro, abrangendo todas as etapas desde o início até o deploy.

Além disso, a plataforma oferece:

  • simplificação na criação de aplicativos financeiros robustos e em conformidade com regulamentações: simplificamos o processo de desenvolvimento de aplicativos financeiros, tornando-o mais ágil e eficaz;
  • integração com sistemas legados: o Cronapp é capaz de se integrar a uma variedade de sistemas legados, o que facilita a transição para a computação em nuvem;
  • análise de dados em tempo real: oferecemos recursos para análise de dados em tempo real, fundamental no setor financeiro para tomada de decisões ágeis;
  • personalização flexível (adequação às demandas bancárias): o Cronapp disponibiliza uma plataforma de desenvolvimento flexível, permitindo que instituições bancárias personalizem soluções de acordo com suas necessidades específicas.

O Cronapp é a escolha ideal para criar aplicativos web e móveis, além de ser referência no desenvolvimento com o low-code+!

Independentemente da forma de aplicação do Low-Code no desenvolvimento de sistema para financeiro, sua empresa obterá vantagens em dois aspectos com essa tecnologia: agilidade e escalabilidade.

Em termos de agilidade, os tempos de interação e implementação são agora mínimos. Já em termos de escalabilidade, não há limites quando se trata de atender a uma grande quantidade de usuários com recursos mínimos.

Deseja implementar o low-code+ para o setor financeiro? Então, entre em contato com um dos nossos especialistas agora mesmo!

Categorias:

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.