metodologias ágeisPowered by Rock Convert

Saber se o Open Source é seguro consiste em uma das principais dúvidas de pessoas e empresas. Muito provavelmente você, em algum momento, comprou a licença para uso do Windows, não é mesmo? Nesse caso, o código do sistema é fechado, sendo acessível somente aos profissionais da companhia.

Dito isso, programas e aplicações que não têm seus códigos-fonte disponibilizados podem apresentar certas limitações. Esse foi um dos motivos que fez surgir o Open Source, como uma alternativa que permitisse fazer melhorias e customizações, sem depender do fabricante da solução.

Continue a leitura para entender melhor o que é Open Source, seu funcionamento, benefícios e como ele pode ser adotado na empresa!

O que é Open Source?

O Open Source (código aberto) é um programa que tem o seu código-fonte disponibilizado para a comunidade. Isso significa que os programadores podem acessá-lo e fazer modificações e melhorias de acordo com o que acharem necessário. O precursor da ideia foi Richard Stallman, programador do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts). Sua intenção era aumentar a liberdade dos usuários, tanto na codificação como na experiência em manusear a aplicação de código aberto.

Alguns exemplos conhecidos de programas Open Source são:

  • Libre Office Writer;
  • Mozilla Firefox;
  • sistema operacional Linux.

Como funciona o Open Source?

Os códigos das aplicações Open Source costumam ser compartilhados em sites e repositórios, sendo que um dos mais conhecidos é o GitHub. Uma dúvida que muitas pessoas têm é se todos os programas Opens Source são gratuitos. A verdade é que não, pois o desenvolvedor original pode cobrar um valor para disponibilizar o código-fonte ou vender a aplicação por completo.

Quais as diferenças entre Open Source e código fechado?

Como já adiantamos, o código fechado permite que apenas os desenvolvedores da empresa fabricante façam as atualizações e manutenções. No entanto, existe ainda uma diferença importante a considerar: a segurança. Enquanto o fornecedor do código fechado é quem provê a segurança da aplicação, no Open Source isso é feito de modo colaborativo, pela comunidade de desenvolvedores.

Por que o Open Source é seguro e vantajoso?

O fato de ser disponibilizado pode gerar incertezas quanto à segurança das aplicações de código aberto. No entanto, é preciso salientar que somente pessoas com conhecimentos em programação terão condições de fazer alterações e customizações. Vale destacar também o fato de que não é mais preciso aguardar o fabricante lançar novos patches de segurança ou correção de bugs, por exemplo. Veja, a seguir, algumas das principais vantagens das aplicações Open Source!

Redução de custos

Muitas das vezes, os custos de comprar licenças de software são proibitivos ao negócio. Quando a empresa usa aplicações Open Source, ela tende a economizar bastante, também pelo fato de não precisar comprar novas versões de um programa. Em outras palavras, sempre que for preciso atualizar a aplicação, isso pode ser feito pela própria equipe de TI da empresa, em vez do fabricante.

Powered by Rock Convert

Acessibilidade

Quando os profissionais que não são de TI usam o programa de código aberto, eles podem relatar problemas, bugs e pontos a serem melhorados. Uma vez que isso é reportado ao setor, este passa a trabalhar de forma autônoma no aperfeiçoamento da aplicação, sempre prezando pela máxima acessibilidade possível.

Aplicações inovadoras

A computação em nuvem permite trazer inovação ao Open Source. Na prática, o que acontece é o cruzamento e a combinação de diversos dados, de modo a possibilitar uma infinidade de soluções para problemas do cotidiano, tanto de pessoas como de empresas. Portanto, o código aberto pode ser considerado um importante aliado na transformação digital do negócio.

Novas experiências digitais

O Open Source, além de contribuir na transformação digital, é bastante útil na construção de relacionamento entre o cliente e a marca. Existe uma tendência relacionada ao poder aquisitivo dos consumidores, apontando que ele não cresce na mesma proporção que surgem novos negócios para oferecer-lhes produtos e serviços. Aplicações de código aberto podem ser empregadas em dispositivos móveis e na Internet das Coisas, por exemplo, chamando a atenção de potenciais clientes para o negócio.

Possibilidade de personalização

Mesmo empresas do mesmo porte e segmento têm necessidades tecnológicas diferentes. Como falamos, programas de código fechado podem ser um pouco engessados nesse sentido, pela impossibilidade de acesso ao código-fonte. O Open Source, dado que provê uma liberdade maior de personalização, permite fazer várias customizações, como:

  • alterações de front-end, como o layout das páginas;
  • adição de funções ao sistema;
  • mudança no posicionamento de botões;
  • integração com outros sistemas da empresa.

Facilidade de suporte

Sempre que for necessário tirar alguma dúvida ou procurar uma informação adicional sobre funcionalidades, existem fóruns na Internet voltados para Open Source. Outras pessoas podem, portanto, disponibilizar códigos e ajudar profissionais de diversas áreas a resolver situações do cotidiano das empresas.

Gestão de tempo

Quanto mais licenças uma empresa tem de pagar, maior o tempo para fazer essa gestão, sem contar a burocracia envolvida. Além da dependência dos patches de atualização dos fabricantes, o uso de licenças pode afetar a produtividade dos colaboradores. Com o Open Source, é possível eliminar esses entraves e trazer melhorias significativas de gestão do tempo.

Antipirataria

Existem empresas que fazem a seguinte prática: para não pagar pelas licenças, obtém na Internet versões crackeadas de programas de código fechado. Tal procedimento é um prato cheio para indivíduos maliciosos invadirem o programa e fazerem uma série de estragos. O uso de aplicações Open Source torna esse risco bem menor ao negócio.

Como o Open Source é aplicado em uma empresa?

Empresas utilizam diversos sistemas internos para fazer o gerenciamento de processos, relacionados, por exemplo, a vendas e estoques. Com o Open Source, eles podem ser modificados para agilizar as operações da organização, além de promover a integração com outras aplicações.

Viu como o Open Source é seguro? Trata-se de uma alternativa vantajosa ao negócio, mas é importante contar com uma empresa especializada para promover os benefícios citados. A Cronapp é uma plataforma integrada para o desenvolvimento de softwares e aplicações mobile, permitindo a criação de sistemas em High-Code e Low-Code. Prezamos, entre outras coisas, pela agilidade do desenvolvimento e automação de testes, tudo por meio de uma solução em nuvem.

Fale com a nossa equipe de especialistas e obtenha mais informações de como a Cronapp pode ser sua parceira Open Source no desenvolvimento de aplicações!

tendendias desenvolvimento softwarePowered by Rock Convert
TI estratégicaPowered by Rock Convert

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *