A segurança da informação está entre as principais discussões de tecnologia dos últimos anos. Hoje em dia, o investimento na área é considerado estratégico para muitos setores. Afinal, tanto pela pressão do mercado quanto por leis como a LGPD, a atenção ao tópico impacta diretamente na competitividade da companhia.

Investir em segurança de dados permite que o negócio evite ataques e tenha mais agilidade para responder a ameaças. Além disso, torna as rotinas mais robustas e confiáveis. Deste modo, investimentos em TI podem ser propagados em todo o ambiente corporativo sem gerar impactos em médio e longo prazos.

Quer saber mais sobre o tema e como começar a investir em segurança de dados? Então, leia o post até o fim!

O que é uma política de segurança de dados?

Uma política de segurança de dados é um conjunto de rotinas que tem como foco principal proteger os usuários de ataques e vazamentos de dados. Ela é estruturada considerando o perfil do negócio, os riscos existentes e os padrões do mercado. Além disso, deve ser atualizada continuamente para garantir que a empresa se mantenha alinhada com as tendências da área.

Uma boa política de segurança de dados também trabalha com tópicos como a mitigação e a detecção de riscos. Afinal de contas, por mais eficientes que sejam as políticas preventivas, a empresa ainda pode ser vítima de algum ataque. Nessa hora, é crucial que existam práticas voltadas para cortar os ataques e reduzir seu impacto.

Por que investir em segurança da informação é importante?

O investimento em segurança da informação tem ganhado destaque nas últimas décadas como uma maneira eficiente de manter empresas confiáveis. Nos últimos anos, diante dos vários ataques que atingiram empresas públicas e privadas, a pressão para o investimento nesse tipo de processo cresceu. Atualmente, negócios competitivos são aqueles que conseguem manter um bom cuidado com as informações de terceiros.

Outro ponto que reforçou a necessidade de se tomar cuidado com a segurança digital foi a criação de leis que tratam sobre o tema. Negócios agora têm a obrigação legal de cuidar da privacidade de seus clientes em todas as etapas. Ou seja, do momento em que aplicativos são criados até os processos de venda, por exemplo, a privacidade deve ser uma das bases do dia a dia da companhia.

Em outras palavras, focar em segurança da informação coloca a empresa alinhada com as tendências da sua área. Ao mesmo tempo, mantém o negócio forte e preparado para investir em tecnologia sem correr riscos. Assim sendo, a organização pode se tornar moderna e inovadora sem que isso leve a falhas na prestação de serviços causadas por ataques.

Quais são as melhores práticas quando falamos de segurança da informação?

Para investir em segurança da informação, vários processos devem ser executados. Eles tornam as rotinas mais seguras e livres de vulnerabilidades. Com isso, a empresa poderá criar aplicações, desenvolver serviços e atender às demandas externas com mais confiabilidade e competitividade.

A seguir, confira alguns passos que podem ser tomados com esse fim!

Atualizar rapidamente dispositivos e sistemas

A atualização de sistemas e dispositivos deve ser feita rapidamente. Assim que um novo update for lançado, o negócio deve realizar testes e validar a atualização no menor prazo possível.

Powered by Rock Convert

Isso reduzirá a exposição da empresa e dará acesso a novas funcionalidades. Portanto, sempre tenha um processo para testar, validar e instalar atualizações rapidamente.

Ter rígidas regras de controle de acesso a dados

O controle de acesso é um ponto crítico para a segurança da informação. Em grandes projetos, como o de criação de sistemas, esse ponto permite que times se mantenham operacionais sem correr riscos. Mas essa prática deve ser pensada com cuidado.

Uma boa política de acesso deve ser feita para reduzir, ao máximo, o número de dados a que o usuário tem acesso. Porém, isso precisa ser feito considerando tudo o que é fundamental para suas atividades. Assim, a equipe pode manter-se com boa qualidade sem falhas.

Realizar a gestão de incidentes

Como apontamos, políticas de prevenção nem sempre funcionam. Nesses momentos, a companhia deve ter um conjunto de práticas que permita identificar problemas e corrigi-los rapidamente.

Uma política de gestão de incidentes contém práticas como o backup de dados e o monitoramento de aplicações. Por meio delas, o negócio pode identificar ataques, avaliar sua origem e mitigá-los rapidamente. Assim, o impacto causado por problemas será sempre o menor possível.

Investir em boas aplicações de desenvolvimento

Quando a empresa opta por criar um aplicativo, a segurança da informação também não deve ser ignorada. Geralmente, esse aspecto do processo de criação de softwares é pensado apenas do ponto de vista das funcionalidades da ferramenta. Contudo, as aplicações que serão utilizadas pela empresa para criar e manter o código-fonte também devem ser consideradas.

Em outras palavras, o negócio deve buscar soluções de desenvolvimento robustas e alinhadas com os principais padrões do mercado para manter seu código-fonte funcional e eficiente. Este é o caso de plataformas como o Cronapp, que facilitam a execução de projetos colaborativos, inovadores e robustos. Assim, o negócio poderá manter projetos de desenvolvimento em que a segurança passa por todas as etapas, do planejamento à distribuição da ferramenta ao usuário.

O investimento em desenvolvimento de sistemas tem se destacado no mercado. A adoção de aplicativos personalizados garante que empresas tenham softwares robustos e pertinentes para suas demandas. Ao mesmo tempo, diminui gargalos existentes e melhora a qualidade dos serviços prestados.

Nesse sentido, quem investe em aplicativos personalizados deve estar atento para a segurança da informação. Um software próprio precisa ser capaz de entregar todos os recursos que o negócio busca sem comprometer sua privacidade. Além disso, ele deve se integrar à infraestrutura existente sem gerar novas vulnerabilidades.

Por isso, ao investir em softwares personalizados, sempre preste atenção quanto à segurança da informação. Garanta que a empresa adote práticas de desenvolvimento modernas e confiáveis. Assim, será possível criar aplicações alinhadas com os principais padrões de proteção de arquivos do mercado.

Quer saber mais sobre como uma boa aplicação de desenvolvimento de sistemas pode afetar as receitas da sua empresa? Então, fale com a gente!


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *