A transformação digital já faz parte das rotinas dos produtores rurais. Mudanças consideráveis são observadas nos modelos de negócios e na logística de distribuição e escoamento de produtos. Assim, ganha-se mais produtividade e eficiência no mercado, estimulando uma cultura de inovação, que é um passo interessante quando se pensa em TI no agronegócio.

A inovação contínua ainda é um desafio no setor rural, pois existem muitas resistências e dificuldades operacionais. Logo, entender um pouco mais sobre plataformas mobile e ferramentas visuais pode gerar insights relevantes para o trabalho dos produtores. Ficou interessado no assunto? Então, confira nos próximos parágrafos como e por que usar a TI no agronegócio.

O que é TI no agronegócio?

Consiste na aplicação de recursos humanos, tecnologias, infraestruturas e dados para otimizar o desempenho dos processos de agronegócio.

É preciso um controle pontual das variáveis e dos fatores que influenciam a produtividade dessas rotinas. Nesse caso, as soluções de computação em nuvem podem facilitar bastante o trabalho do produtor, pois possibilitam armazenar e sincronizar as informações relevantes em ambientes seguros e com alta disponibilidade.

Quais são as vantagens da TI no agronegócio?

Trazer a tecnologia da informação para as empresas rurais contribui para a inovação e a longevidade desses negócios. Veja a seguir os 5 principais benefícios da TI no agronegócio!

1. Eficiência

Os sistemas informatizados conseguem processar volumes massivos de dados, tornando possível automatizar os processos produtivos e ganhar mais eficiência.

As ferramentas de TI permitem ao produtor coletar informações relevantes e tomar ações corretivas a tempo, além de lidar rapidamente com demandas, que envolvem, por exemplo: melhor data para plantio, momento de venda e problemas na logística. Esses conhecimentos viabilizam também melhores decisões estratégicas.

2. Controle de produção 

A TI no agronegócio melhora os controles da produção, já que muitos processos produtivos são manuais e onerosos. Com isso, a entrega de um produto ao consumidor final pode demorar bastante.

O emprego das novas tecnologias facilita todo esse trabalho. Ganham-se também melhores rotinas de controle, pois os sistemas de informação conseguem registrar as datas e os profissionais com as fontes de dados. Assim, o produtor passa a ter mais previsibilidade das demandas.

3. Armazenamento de dados 

Os dados representam o ativo mais crítico dos modelos de agronegócio, sendo uma inteligência empresarial que pode resolver muitos problemas do mercado.

Diante disso, é interessante conhecer um pouco mais sobre políticas de backup e sincronização de informações e criptografia. Dessa forma, consegue-se armazenar a informação relevante para os produtores em infraestruturas de TI seguras e confiáveis.

4. Redução de custos

As tecnologias para o agronegócio aceleram bastante as rotinas de produção. Existem muitos programas e aplicativos para registrar, organizar e catalogar as informações importantes para os produtores e partes interessadas.

Com isso, reduz-se os custos operacionais, pois a execução dos processos ocorre de maneira mais rápida. Isso gera mais tempo livre para melhorias na logística, qualidade e distribuição dos produtos.

5. Aumento da competitividade

Para se manter competitivo no mercado, é preciso investir em novas tecnologias. No agronegócio, não poderia ser diferente: as ferramentas de TI podem otimizar todas as tarefas dos profissionais envolvidos nos processos produtivos.

Vale lembrar também a importância de novas tendências, como blockchain, cloud híbrida e chatbots, e de estudar maneiras de aplicá-las à realidade dos empreendimentos.

Esses são os 5 maiores benefícios da TI no agronegócio. Usar essas novas tecnologias viabiliza rotinas automatizadas, estimativas do fluxo de caixa, análise de investimentos e planejamentos da força de trabalho. Conseguir aplicar essas abordagens, portanto, é um grande diferencial no mercado.

Muito bem, agora você já está familiarizado com o uso da TI no agronegócio. Gostou do texto? Então, confira também nosso artigo sobre fábricas de software.

Categorias: Tecnologia

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *