TI estratégicaPowered by Rock Convert

A utilização de serviços terceirizados é uma prática cada vez mais comum em empresas dos mais variados setores da economia. Atualmente, todas as atividades podem ser terceirizadas, como o setor de recursos humanos, a área de TI, entre outras.

Entretanto, é preciso fazer a gestão da terceirização de maneira adequada para otimizar os resultados, garantir a eficiência do negócio e reduzir custos. Um dos principais objetivos da terceirização é permitir que a empresa concentre seus esforços em sua atividade principal, embora muitas empresas também terceirizem essa atividade ou parte dela.

A seguir, mostramos quais são as melhores práticas que devem ser adotadas para uma gestão eficiente. Continue a leitura!

Confira as 5 melhores práticas para a gestão da terceirização 

1. Defina indicadores

A utilização de indicadores de desempenho é essencial para avaliar a qualidade dos serviços oferecidos pela prestadora. Por meio deles é possível identificar quais pontos precisam de melhorias, bem como quais estão de acordo com a demanda contratada.

É importante que também haja a definição e o acompanhamento de metas individuais. Dessa forma, é possível identificar o comprometimento de cada membro da equipe e corrigir as falhas caso haja necessidade.

2. Faça reuniões periodicamente 

A reunião é um excelente instrumento para alinhar as atividades pendentes e entender como está o andamento de todos os serviços. Além disso, é uma oportunidade para promover a integração entre os colaboradores da empresa e os terceirizados. 

É necessário que fique claro para todos que os funcionários terceirizados também são importantes para a empresa. Portanto, todos devem trabalhar com uma visão de parceria, em busca da união entre as equipes.  

3. Ofereça feedbacks 

O ideal é que periodicamente seja oferecido feedback às empresas contratadas. Esse retorno é relevante para alinhar as expectativas com relação ao serviço prestado por elas de modo a, por exemplo, corrigir falhas ou propor mudanças. 

Powered by Rock Convert

Além de um feedback geral sobre a qualidade, também é pertinente realizar uma avaliação individual sobre os colaboradores. Dessa forma, eles poderão entender em quais pontos precisam apresentar melhoras e em quais seus serviços são satisfatórios. 

4. Melhore a integração 

Um ambiente de trabalho colaborativo é fundamental para o sucesso da empresa. Por isso, funcionários e prestadores de serviços devem conviver de maneira amistosa. É importante que eles conheçam as normas e os valores da empresa e sigam essas orientações.

5. Organize treinamentos

Oferecer cursos e treinamentos para os profissionais terceirizados é uma forma de melhorar a qualidade dos serviços recebidos por eles e deixá-los mais alinhados com as necessidades da empresa. Além disso, muitas vezes, os cursos são necessários em função de processos e ferramentas utilizados especificamente no negócio da empresa.

Saiba quais cuidados é preciso tomar

Ao utilizar serviços terceirizados, convém a empresa ter cuidados com algumas questões legais. É preciso avaliar com atenção todas as cláusulas do contrato para que fiquem bem especificados o tipo de atividade contratada, os horários de trabalho dos funcionários, bem como qualquer informação relevante para a prestação do serviço.

Além disso, deve-se ter atenção com a relação de subordinação. Isso porque o profissional terceirizado não é subordinado direto dos líderes da empresa contratante. Vale ressaltar que existe um relacionamento diferenciado, como parceiros de trabalho.

Nesse sentido, é preciso cautela, a fim de evitar que os funcionários terceirizados tenham motivos para, por exemplo, solicitar o vínculo empregatício na Justiça, que é uma das reclamações trabalhistas comuns nessa situação.

Neste post, mostramos as boas práticas para garantir uma gestão da terceirização de forma eficiente, como definir indicadores de desempenho, fazer reuniões periódicas e investir em treinamentos. Além disso, falamos que é preciso especial atenção no que se refere às definições contratuais e às relações trabalhistas.

Já que você se interessou por este assunto sobre serviços terceirizados, leia também este outro artigo sobre 5 características essenciais para uma liderança 4.0 na gestão de TI!


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *