Powered by Rock Convert

Com o advento da transformação digital e a consequente adoção de novas tecnologias, aliadas à inteligência artificial e Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês), vamos entender qual será o cenário do mercado de Tecnologia da Informação (TI) nos próximos três anos.

Para isso, entrevistamos Dagoberto Hajjar, CEO da empresa Advance Consulting, e palestrante na 1º edição do Sky.One Connect, que será realizada em São Paulo, no próximo dia 10 de março. 

O Cronapp é um dos patrocinadores do evento e esperamos encontrar você por lá!

Continue a leitura!

Transformação Digital x Futuro do Mercado de TI

Para começar, é importante entender o conceito de tecnologia. Dagoberto explica que, segundo o professor Peter Weil, a tecnologia pode ser entendida em três níveis:

O primeiro nível é caracterizado pela infraestrutura tecnológica básica das empresas, que inclui:

  • Serviços de comunicação de rede;
  • Fornecimento e gerenciamento de computação de larga escala (mainframes);
  • Gerenciamento de bancos de dados compartilhados;
  • Intranet e internet;
  • Segurança;
  • Pesquisa e desenvolvimento (P&D) para aplicar tecnologias emergentes aos negócios.

No segundo nível, estão os sistemas transacionais da empresa, ou seja:

  • Processamento de pedidos (faturamento);
  • Controle de inventário;
  • Saques bancários;
  • Geração de demonstrativos;
  • Contas a receber;
  • Contas a pagar.

Por fim, o terceiro nível enquadra a camada inteligente da TI e está subdividido em dois pilares: “Informações” e “Estratégia”.

Segundo Dagoberto, os clientes passaram a buscar a redução de custos e o aumento na velocidade (performance), tornando o jargão TCO (Total Cost Of Ownership, ou Custo Total da Posse) muito popular.

A camada inteligente da TI é o que irá diferenciar, efetivamente, o sucesso das empresas. Neste nível, os clientes tomam decisões baseados nas buscas e coletas das melhores informações.

Dentre elas, podemos citar:

  • Melhor qualidade dos produtos e serviços oferecidos ao mercado;
  • Melhor integração entre os elos da cadeia de valor;
  • Aumento de vendas;
  • Melhor posicionamento no mercado (market share).

 “O futuro da Tecnologia da Informação está baseado, por incrível que pareça, nos três níveis. No nível de infraestrutura, temos a nuvem como grande revolucionária, mudando custos e forma de trabalhar. No nível transacional, temos os sistemas corporativos cada vez mais completos e interligados. E, no nível de inteligência, temos o Big Data, aliado à inteligência artificial, que farão uma nova e grande revolução”, explica Dagoberto.

Leia também: Business Intelligence: Veja como aplicar de maneira estratégica

É certo que as mudanças tecnológicas não param de acontecer e, na última década, nós enquanto consumidores, fizemos parte de uma evolução na tecnologia.

O profissional de TI terá que desenvolver soluções de inteligência de negócios. Mas, terá um arsenal de ferramentas que servirão de apoio.

“É interessante ver que, hoje, uma pessoa consegue desenvolver um software sem escrever uma linha de código fonte. Haverá necessidade de profissionais técnicos que deverão ser altamente especializados. Mas, também haverá necessidade de muito mais profissionais que usem a tecnologia para desenvolver boas soluções de negócios”, comenta.

Evolução tecnológica ou Revolução Tecnológica?

Na visão de Dagoberto, a mudança mais marcante no mercado da TI na última década foi a valorização e a importância do software.

De acordo com a Advance Consulting, o setor cresceu 10.5%, em 2017, e 10.9%, em 2018.

Já em 2019, o mercado cresceu apenas 2%, no primeiro trimestre, e 7.5%, no segundo trimestre. Para 2020, a expectativa é de que este mercado feche o ano com 20% de crescimento.

“A medida que um determinado mercado amadurece, do ponto de vista de tecnologia, ele passa a consumir mais software e serviços em detrimento ao hardware. A China ainda consome muito hardware como % de compra, comparado ao software e serviços. USA e UK são o oposto da China, ou seja, já compraram muito hardware e agora estão consumindo software e serviços. O Brasil estava no meio do caminho, mas, ano a ano, passa a consumir mais software e serviços em comparação ao hardware”, explica o especialista.

O grande desafio enfrentado pelo Brasil, no setor, é a falta de mão de obra qualificada para o desenvolvimento de software.

Porém, otimizando o cenário, surgiram ferramentas de metalinguagem de desenvolvimento, possibilitando que os programadores sejam mais produtivos. Assim, o Brasil poderá voltar ao cenário competitivo, mesmo com uma discrepância no número de profissionais programadores.

Para Dagoberto, o software ditará todas as mudanças no ecossistema de TI, influenciando os modelos de negócios de fornecedores, distribuidores, revendas e integradores.

O futuro do mercado de TI

O papel do gestor frente à evolução tecnológica

“No setor tecnológico, o gestor é um dos mais beneficiados. Ele passará a ter instrumentos fantásticos para gerenciar e capacitar sua equipe”, reflete.

É certo que a tecnologia contribuiu significativamente em todos os nichos mercadológicos.

Porém, a contribuição mais interessante, na visão de Dagoberto, é a metodologia Agile, que permite que o gestor planeje e execute de maneira mais granular, com mais velocidade de mudança e melhores resultados.

A seu ver, esta é uma mudança no conceito de trabalho, que foi originada na área de desenvolvimento de software e atualmente faz parte do cotidiano dos gestores de sucesso.

Os gestores de TI têm grandes desafios. Dentre eles, estão o desenvolvimento e o trabalho com processos.

“Como não há processos, eles têm que buscar talentos altamente capacitados. Se houvesse processos, eles poderiam contratar recursos menos capacitados e seriam menos susceptíveis ao turnover [alta rotatividade de funcionários nas empresas]”, comenta.

Sua perspectiva para 2020 é de desafio.

“Em 2020, vamos ter um verdadeiro apagão de mão de obra na área de TI. Isto significa que haverá, sim, muito turnover e que a mão de obra ficará cara. Reter talentos, em 2020, será um desafio dobrado”, opina.

Sky.One Connect: evento de tecnologia para o mercado de software

No próximo dia 10 de março, será realizado em São Paulo o Sky.One Connect, que reunirá grandes players do setor de TI, para discutir sobre mercado, tendências, futuro dos negócios e muito mais.

O mote do encontro, que está em sua primeira edição, é: “Transformação Digital, sua empresa está preparada?”. Profissionais de vendas, marketing, tecnologia e desenvolvimento são o público-alvo do encontro. Utilize o nosso código promocional (techne-80off) no fechamento da compra e garanta 80% de desconto no valor do ingresso! Esperamos por você no lounge do Cronapp !


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *