Descobrir qual a diferença entre hard skills e soft skills pode ajudar você a desenvolver cada uma dessas habilidades e se transformar em um profissional melhor. Afinal, ambas contribuem para um melhor desempenho no trabalho.

A diferença é que as hard skills focam nas competências técnicas e as soft skills mais comportamentais. Sendo assim, já se pode dizer que o desenvolvimento de cada uma delas, em vez de valorizar uma em detrimento da outra, é importante para tornar um profissional mais completo.

Se ainda tem dúvida sobre o assunto, ao longo do texto você vai perceber a diferença entre hard skills e soft skills e, porque cada uma delas é útil para a evolução de um colaborador e negócio. Confira!

O que é hard skill?

Conforme mencionado, as hard skills são competências técnicas. Logo, elas foram adquiridas ao longo da sua formação acadêmica e mercadológica. Isso foi possível por meio de cursos, workshops, escola, palestras e demais atividades realizadas diretamente de forma profissional.

Diante disso, as hard skills são indispensáveis para elevar a expertise de um colaborador e o desempenho que a sua contribuição ocasiona para uma empresa. Afinal de contas, ao cogitar contratar alguém, a ausência ou a insuficiência das hard skills naturalmente é motivo de desclassificação.

Logo, quem quiser entrar e ser preterido no mercado de trabalho, não pode deixar de buscar desenvolver as hard skills constantemente. Isso é recomendado até para quando a sonhada contratação já ocorreu. 

Isto é, o mundo os hábitos comportamentais e de consumo mudam constantemente. Desse modo, para acompanhar a evolução e se tornar um profissional mais relevante e menos obsoleto, é indispensável se manter em atualização.

O que é soft skill?

Como dito, da mesma maneira que você deve desenvolver as hard skills, as soft skills não podem ficar para trás. Isso porque, elas se referem às habilidades comportamentais e quando bem construídas, auxiliam na melhor relação do colaborador com os demais colegas de trabalho, com feedbacks, desafios diários e inúmeros outros desafios que exigem muito mais do que o conhecimento técnico.

Afinal de contas, uma empresa de tecnologia não pode contratar um programador, por exemplo, sem habilidade técnica, mas com elevada inteligência emocional e autodisciplina. 

No entanto, contratar esse profissional cuja habilidade técnica é a única que se destaca, mas ele é incapaz de gerenciar adequadamente as próprias emoções para entregar o que é preciso no prazo e dentro das solicitações, também não é benéfico para uma empresa.

Por que é importante unir soft skill e hard skill?

Diante dos pontos apresentados, é possível entender com mais clareza a importância de desenvolver soft skill e hard skill de forma conjunta. Em muitos casos, conseguir equilibrar esse desenvolvimento é mais que um diferencial, mas também uma exigência para ser contratado, mantido ou até mesmo promovido em uma corporação.

Powered by Rock Convert

Os motivos para isso não são à toa, especialmente após a pandemia da COVID-19, as empresas puderam enxergar com mais intensidade o quanto que profissionais com soft skill adequadamente desenvolvidas poderiam ser essenciais para os rumos dela. 

Isso porque, tratou-se de uma situação atípica, de crise econômica e humanitária. Assim, mesmo quem tinha excelência em hard skill para executar suas demandas, se não houvesse jogo de cintura para driblar os desafios desse período, as competências técnicas tornam-se praticamente irrelevantes.

Da mesma maneira, cultivar apenas a soft skill, mas não desenvolver as habilidades técnicas e garantir atualizações na sua área de atuação não é a decisão mais acertada para a evolução profissional. Ao fazer isso, o colaborador praticamente consegue vender o seu peixe com eficácia, mas na hora de mostrar serviço, deixa a desejar, o que compromete o rendimento da corporação.

Como as hard skills e soft skills se diferenciam?

Ao longo do texto, é possível que você já tenha se dado conta das diferenças entre esses dois conceitos. No entanto, provavelmente ainda resta saber como comprovar cada uma dessas competências. Isto é, as hard skills são comprovadas previamente por meio de diplomas e certificados.

Mas e a soft skill? Você tem ideia de como é possível comprovar a sua expertise nesse aspecto? Uma recomendação para isso é que, em vez de listar as qualidades dentro da soft skill do seu domínio, como ‘’eu tenho disciplina’’, você traga exemplos que comprovem isso e passe mais veracidade.

Por exemplo, é uma opção citar como a sua disciplina foi percebida na vida profissional. Como ‘’durante a pandemia, passei a trabalhar remotamente e meu desempenho se manteve admirável e com o time de vendas batendo recordes, o que contribuiu para eu ganhar uma bonificação’’.

Para descobrir esses pontos de maneira mais adequada, é necessário acompanhar com atenção quais são as exigências e requisitos da vaga, para que a organização do seu currículo seja personalizado com base nisso. Assim, fica mais fácil evidenciar a sua relevância para a empresa em questão.

Quais são os exemplos de hard skill?

Como foi possível notar, as hard skills precisam se alinhar à proposta de cada vaga. No entanto, de forma geral, algumas delas podem ser:

  • edição;
  • finanças;
  • cuidados com a saúde;
  • contabilidade;
  • construção;
  • engenharia;
  • programação;
  • produção;
  • direito;
  • operação de máquinas;
  • mecânica;
  • enfermagem;
  • escrita;
  • ensino;
  • tradução;
  • pesquisa;
  • gestão de projetos;
  • etc.

Quais são os exemplos de soft skill?

De modo similar, os exemplos de soft skill também devem se alinhar à proposta e aos interesses de cada vaga e até do perfil da corporação. Porém, como elas de forma geral evidenciam a sua capacidade de lidar com pessoas e desafios, elas costumam ser comuns. Confira alguns exemplos:

  • empatia;
  • proatividade;
  • tomada de decisão;
  • comunicação;
  • atitude;
  • motivação;
  • paciência;
  • liderança;
  • disciplina;
  • persuasão;
  • ética;
  • resiliência;
  • trabalho em equipe;
  • resolução de problemas;
  • gestão de tempo;
  • pensamento crítico;
  • criatividade;
  • etc.

Percebeu qual a diferença entre hard skill e soft skill, e como desenvolver cada uma dessas competências? Ao fazer isso, tanto o seu trabalho individualmente como o da corporação evoluem. Isso é especialmente benéfico para a equipe de TI, que precisa entender e acompanhar as necessidades dos clientes, do mercado e dos colegas de trabalho para otimizar o trabalho executado.

Então, o nosso post contribui para o seu entendimento no assunto? Aproveite para compartilhar em suas redes sociais e ajude outras pessoas a se informarem!

tendendias desenvolvimento softwarePowered by Rock Convert

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *